A doação de sangue é realizada através da coleta de sangue de um doador para que ele possa ser utilizado para tratar outra pessoa. Embora o percentual de doadores voluntários tenha crescido de 38,5% para 44,1% entre 2013 e 2015 na América Latina e Caribe; ainda está longe de atingir o nível recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Por isso, a meta da OMS é que os países atinjam 3% da população doadora. No Brasil, o índice de doadores é de apenas 1,8%. E desses, apenas 6 em cada 10 doam com frequência sem se importar com quem vai receber o sangue.

Qual a importância de doar sangue?

Embora a ciência tenha avançado muito e feito várias descobertas na área da saúde, ainda não foi encontrado um substituto para o sangue humano. Sendo assim, quando uma pessoa necessita de uma transfusão de sangue, ela só pode contar com a colaboração de voluntários.

Existem muitas situações que pedem uma transfusão de sangue, como: pacientes vítimas de acidentes de carro; com queimaduras; anêmicos; e com problemas de coagulação no sangue.

Requisitos básicos para a doação

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Estar descansado;
  • Ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que doadores com menos de 18 anos precisam da autorização dos responsáveis;
  • Pesar mais de 50kg;
  • Estar alimentado e evitar alimentos gordurosos ou bebida alcóolica nas 12 horas anteriores à doação;
  • Respeitar o intervalo mínimo entre as doações, que é de 60 dias para os homens e 90 dias para as mulheres;
  • Manter um estilo de vida saudável e não ter comportamento de risco.

Impeditivos para doar

  • Estar utilizando medicamentos;
  • Ter realizado endoscopia nos últimos seis meses;
  • Ter feito tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;
  • Estar grávida ou amamentando;
  • Ter resultado positivo para doenças transmitidas pelo sangue como Hepatite B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.

Uma doação de sangue pode beneficiar até quatro pessoas tanto em tratamentos planejados quanto para intervenções urgentes. Desse modo, ele ajuda pacientes que sofrem de doenças crônicas graves, além de servir de apoio para procedimentos médicos e cirúrgicos complexos.

Aproveite a data e torne-se um doador frequente!